domingo, 25 de fevereiro de 2018

Saiba quais celulares mais emitem radiação


25/02/2018 09:28 
Saiba quais celulares mais emitem radiação
Os possíveis efeitos cancerígenos do uso intenso de celulares são temas de debates frequentes. Cientistas já realizaram uma série de estudos para identificar se e até que ponto as ondas de radiofrequência emitidas pelos dispositivos podem ser prejudiciais, mas parece que não chegaram a uma conclusão. Como explica uma matéria publicada neste sábado (24) pela BBC Brasil, as ondas de radiofrequência são uma forma de radiação não ionizante, que se desprende dos raios X ou ultravioleta. Um texto do site da Sociedade Americana Contra o Câncer (ACS, sigla em inglês) explica que "a preocupação é se os smartphones poderiam aumentar o risco de desenvolverem-se tumores no cérebro ou na região da cabeça e pescoço". As ondas emitidas pelos celulares "não são intensas o suficiente para danificar diretamente o DNA ou aquecer os tecidos do corpo" e "não está claro como os celulares poderiam causar câncer". Mas estudos indicam a possibilidade de desenvolver a doença, mesmo que não seja comprovada.
A BBC explica que a Taxa de Absorção Específica (SAR, sigla em inglês) ajuda a identificar os celulares que emitem mais ou menos radiação. O índice nos permite saber que parte da radiação á retida pelo tecido humano.
Os fabricantes devem informar aos órgãos reguladores de cada país qual é o SAR - que corresponde ao uso do telefone em sua potência máxima - de seus produtos. Muitos compradores sequer verificam essa informação. Para facilitar a consulta, a Agência Federal Alemã de Proteção à Radiação listou os celulares que mais geram ondas de radiofrequência e disponibilizou ao público.
As primeiras posições da lista são o OnePlus 5T, Huawei e o Lumia 630 da Nokia. Também estão na lista o iPhone 7 (em décimo lugar), o iPhone 8 (12º lugar) e o iPhone 7 Plus (15º), além do Sony Xperia XZ1 Compact (11º), o ZTE Axon 7 mini (13º) e o Blackberry DTEK60 (14º).
Não são estipulados níveis seguros de radiação, mas o órgão de proteção ao meio ambiente na Alemanha, o Der Blaue Engel, só aprova aparelhos com um nível de absorção de até 0,60 watts por kg.
Todos os telefones listados ultrapassam o dobro do limite.
Na lista dos celulares com menor radiação, os modelos da Samsung lideram. O primeiro na lista é o Sony Xperia M5 (0,14), seguido do Samsung Galaxy Note 8 (0,17) e S6 edge+ (0,22), Google Pixel XL (0,25) e Samsung Galaxy S8 (0,26) e S7 edge (0,26).
Os modelos Moto G5 plus e Moto Z da Motorola também estão entre os que emitem as mais baixas radiações do mercado.
Para saber a quantidade de radiação que o seu celular emite, basta consultar o manual do equipamento, o site do fabricante ou o site da Comissão Federal de Comunicação dos Estados Unidos (FFC, por sua sigla em inglês).

Se não receber tratamento, clamídia pode gerar casos de infertilidade


25/02/2018 15:46 
Se não receber tratamento, clamídia pode gerar casos de infertilidade
Foto: Divulgação
No ano passado, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças divulgou o relatório anual de Vigilância de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), em que constam as informações de que mais de dois milhões de casos de clamídia, gonorreia e sífilis foram relatados nos Estados Unidos em 2016. Desses, a maioria (1,6 milhão) foi de clamídia. A clamídia é uma DST muito comum e apresenta sintomas parecidos com os da gonorreia, como corrimento e dor ao urinar. Se não tratada, pode levar ao desenvolvimento da Doença Inflamatória Pélvica (DIP), responsável por causar alterações tubárias nas mulheres e infecções na uretra, nos homens. Como consequência, causa a infertilidade. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 25% dos casos de infertilidade no mundo são causados pela clamídia. A estimativa da entidade é que anualmente ocorrem cerca de 92 milhões de novos casos de infecção pela doença. Existem 2,8 milhões de pessoas que estão infectadas e não sabem. Mulheres jovens são mais suscetíveis a adquirir a doença. Quase 10% das brasileiras entre 15 e 24 anos atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) foram identificadas com clamídia em 2017, segundo estudo do Centro de Referência e Treinamento DST/Aids da Secretaria de Saúde de São Paulo. De acordo com a ginecologista pela Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA), Marina Barbosa, a doença é mais comum em adultos jovens com múltiplos parceiros e praticantes do sexo sem uso de preservativo. Segundo ela, em períodos de festa, como carnaval, os cuidados devem ser redobrados. “A pessoa pode evitar ter os sintomas da doença e preservar seu potencial de fertilidade”, diz.
Complicações
A presença de bactérias no colo do útero, contraídas pela doença, tornam o risco de infertilidade ainda maior. De acordo com a médica, esse aumento ocorre porque os microrganismos migram para o corpo do útero – parte mais volumosa do órgão, responsável por “conectar” as demais. Depois de se espalharem, podendo atingir, inclusive, as trompas e os ovários, as bactérias causam sintomas como corrimento, dor pélvica, febre, septicemia e mal-estar. “Essa ascensão pode ocorrer de forma espontânea ou após manipulação em consultório médico. Durante a inserção do DIU, uma biópsia de endométrio ou curetagem, por exemplo. Isso leva à doença inflamatória pélvica, ou seja, infecção do endométrio, trompas uterinas, ovários e estruturas contíguas”, explica Marina. A trompa uterina é o local onde há o encontro do espermatozóide com o óvulo. Quando as trompas não funcionam adequadamente, a paciente pode se tornar infértil. “É possível até que ocorra a fertilização na trompa, mas o embrião não é transportado adequadamente para dentro do útero e ocorre a gravidez ectópica – gestação no lugar errado –, considerada de risco para a mulher”, diz a especialista. Nos homens, a DIP ocorre quando a infecção por clamídia ou gonorreia leva à infecção do epidídimo, local onde o sêmen fica armazenado, junto ao testículo. “Essa inflamação pode diminuir o número total de espermatozoides e a sua movimentação, fatores que afetam a fertilidade masculina”, conclui.

Após Assembleia, servidores penitenciários da Bahia decidem entrar em greve


25/02/2018 09:22 
Após Assembleia, servidores penitenciários da Bahia decidem entrar em greve
Na manhã da última sexta-feira (23), servidores Penitenciários reuniram-se em Assembleia, no Complexo Prisional de Salvador, na Mata Escura e decretaram estado de greve no sistema prisional. Segundo os servidores, tal decisão decorre da gestão omissa e irresponsável que vem sendo praticada pela atual equipe gestora que está à frente da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização do Estado da Bahia.
As reclamações são por falta de reajuste salarial, péssimas condições de trabalho e a escassez de servidores penitenciários, com isso sobrecarregando fisicamente e emocionalmente os funcionários. Eles ainda denunciam que fazem o serviço utilizando de seus próprios equipamentos (armamento, calçados, telefones), pois a administração não fornece o necessário para a realização dos serviços, e a falta água potável, papel higiênico, copo descartável para suprir as necessidades diárias dos servidores, que tem comprado esses materiais com seus próprios recursos.
“A categoria está desde ontem em estado de greve e estará acionando o Presidente do Tribunal de Justiça da Bahia e o Procurador-Geral do Ministério Público Estadual para que juntos possamos resolver essas questões e evitar assim um movimento grevista no Sistema Prisional Baiano”, diz o Presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia Reivon Pimentel. (Aratu Online)

Vera Cruz: Acidente com adutora deixou parte da Ilha de Itaparica sem água


Cidades  Postado por Redação Voz da Bahia - 25/02 09:16h
Vera Cruz: Acidente com adutora deixou parte da Ilha de Itaparica sem água
Seis localidades de Vera Cruz e todo município de Itaparica ficaram  sem água desde 9h de sábado (24). De acordo com informações da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), um trecho da adutora que abastece a ilha foi quebrado após colidir com uma máquina que estava a serviço da prefeitura de Vera Cruz. As localidades atingidas são Aratuba, Berlinque, Campinas, Ponta Grossa, Mar Grande e Gameleira. Segundo a Embasa o serviço já foi concluído. 

Dias D'Ávila: Rui anuncia construção de CAPs, Academia da Saúde e Colégio Estadual


 Dias D'Ávila: Rui anuncia construção de CAPs, Academia da Saúde e Colégio Estadual
Em homenagem aos 33 anos de emancipação política de Dias D'Ávila, o governador Rui Costa assinou neste sábado (24) a ordem de serviço para construção de um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e de uma Academia de Saúde. O investimento será de R$ 1,7 milhão na execução dos dois projetos. "Estamos anunciando vários investimentos, em diversas áreas, para melhorar a vida do povo. Um deles é a fábrica de insulina, que será a primeira do Brasil e nós vamos colocar aqui em Dias D'Ávila", disse o governador. Durante sua visita à cidade, Rui participou da inauguração da Praça Raul Seixas, que contou com investimento de R$ 2,9 milhões, provenientes da Agência de Fomento da Bahia (Desenbahia). Agora a praça é mais acessível, com rampas, piso tátil, academia da terceira idade, entre outros equipamentos. O governador aproveitou para anunciar a licitação para construção de uma escola estadual que terá 12 salas de aula, uma sala multifuncional e quadra coberta. Serão investidos R$ 5,5 milhões nesta obra. No mesmo dia, Rui ainda entregou três ambulâncias que irão socorrer moradores de Dias D' Ávila, Mata de São João e Vera Cruz.

Cidades  Postado por Redação Voz da Bahia - 25/02 09:26h

Sobradinho celebra 29 anos de emancipação com entregas e assinatura de convênios


Cidades  Postado por Aline Souza - 25/02 17:19h
Sobradinho celebra 29 anos de emancipação com entregas e assinatura de convênios
Foto: Camila Souza / GOVBA
Em comemoração ao aniversário de 29 anos da emancipação do município de Sobradinho, nesse sábado (24), o governador Rui Costa (PT) realizou entregas e assinou convênios na cidade. Os atos visam beneficiar atividades ligadas à pesca e à agricultura. "O estado brasileiro com maior número de agricultores familiares é a Bahia, com mais de três milhões de baianos dedicados ao campo. Mecanização e assistência técnica ampliam a renda e fazem a roda da economia girar nos municípios. Temos que dar oportunidade à nossa gente", ressaltou o governador durante a visita ao município. Os convênios celebrados fazem parte do programa Bahia Produtiva, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), que é vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). Juntos, os dois projetos somam investimentos de R$ 1,5 milhão e beneficiam diretamente 82 famílias de piscicultores e agricultores da região. De acordo com a Secretaria de Comunicação do governo, esses convênios vão permitir o direcionamento de veículos, equipamentos fabris e a execução de plano de negócios. Na oportunidade, Rui também entregou ambulâncias para Sobradinho e mais três cidades vizinhas: Juazeiro, Uauá e Jaguarari; inaugurou a extensão da rede de iluminação pública e uma ciclovia, ambas na Avenida Paulo Afonso, com recursos de R$ 360 mil e R$ 470 mil, respectivamente; e ainda entregou a pavimentação das ruas no bairro de São Joaquim, no valor de R$ 394 mil. (BN)

Feira de Santana: Com fitas do Senhor do Bonfim, fiéis fazem 'Caminhada do Perdão'


Cidades  Postado por Aline Souza - 25/02 17:33h
Feira de Santana: Com fitas do Senhor do Bonfim, fiéis fazem 'Caminhada do Perdão'
Foto: Ed Santos / Acorda Cidade
Milhares de fiéis participaram da Caminhada do Perdão, realizada em Feira de Santana, neste domingo (25). O grupo saiu da Igreja dos Capuchinhos, na Avenida Presidente Dutra, seguiram pela Rua JJ Seabra, depois pela Avenida Getúlio Vargas, pararam na Igreja Senhor dos Passos, onde foi celebrada a Cruz de Cristo, e na sequência seguiram pela Avenida do Canal até a Igreja do Cruzeiro. Segundo informações do Acorda Cidade, o frei Mário Sérgio acredita que mais de 50 mil pessoas, entre moradores de Feira de Santana e outras cidades da região, participaram do evento. De acordo com a publicação, uma novidade na edição deste ano foi a distribuição de fitas do Senhor do Bonfim – processo parecido com o que acontece em Salvador. "Essas fitas foram amarradas no Alto do Cruzeiro. A ideia foi despertar a comunidade católica de Feira de Santana, que também temos uma Colina Sagrada e mais de 10 mil fitas foram distribuídas", contou o frei ao portal. (BN)